Tudo sobre o MARROCOS

Um lugar que estava entre o TOP 3 destinos para 2019. Tínhamos tanta expectativa e todas elas foram superadas! Era nossa primeira vez no continente africano.

Aconselhamos a fazer a viagem para o Marrocos com alguma empresa turística, já que a cultura é bem diferente e é bem mais fácil ir com guias. Não aconselho alugar um carro e ir por conta. As estradas não são boas e eu não vi ninguém fazendo isso.

Existem vários tipos de tours e agências, com empresas privadas ou não e com grupos ou não. Além de vários tipo de roteiros incluindo outras cidades do Marrocos.

Empresa escolhida: Marrakesh tour (@marrakech_tours_trips)

Adoramos a viagem com eles, nossos guias eram locais e foram super legais e responsáveis. Fizemos o tour de 5 dias. O preço pelo tour foi justo, 140€. Com acomodações, todos os tranfers, café da manhã e jantar inclusos.

Como chegar: Pegamos um avião pela empresa Ryanair saindo de Porto (Portugal), até Marrakesh, onde começaria nossa trip.

Importante: se você está saindo da Europa, não esqueça de imprimir sua passagem e passar no balcão da companhia aérea para fazer o Visa check (é um carimbo para o visto) antes de ir para o embarque. Quase não embarcamos porque não fizemos isso.

1° DIA

Chegando em Marrakesh (a noite) fizemos imigração e logo ao sair os guias já estavam com a plaquinha nos esperando. Coincidentemente a maior parte do grupo veio no mesmo voo, então pegamos uma van até o Hotel.

Hospedagem

Em Marrakesh, nos hospedamos no Hotel Cecil, perto do Largo Jamaa El Fna, no centro da cidade.

Chegamos e a praça estava lotada, era um dos últimos dias de Ramadan. Tinha de tudo na praça: comerciantes, macacos, cobras, motos passando no meio de tudo… uma loucura!!

O Ramadan

Pode ser chamado também de Ramadão ou Ramadã, é uma prática dos mulçumanos, em que eles ficam em jejum desde a Alvorada ao Por-do-Sol. Neste período, não podem comer e nem beber, não ter relações sexuais, além de não fazer e pensar maus atos. A frequência à mesquitas aumentam e a leitura ao Alcorão aumenta também.

O jejum é feito no nono mês do calendário Islâmico, sendo calendário lunar, a cada ano pode ser datas diferentes. Mas sempre durando aproximadamente 29, 30 dias.

Dizem que se quebrar o jejum, você deve ficar 60 dias seguidos no jejum.

Conclusão, chegamos a noite e a rua estava lotada, pois já tinha acontecido o por do sol.

Dica: Não deixe de ter com você sempre uma garrafa com água e algo para comer. Não tome água da torneira, sempre compre as engarrafadas.

2º DIA

Tomamos um café da manhã do hotel e umas 8h30 já encontramos os guias e a van para começar nosso caminho ao deserto.

Fizemos algumas paradas ao longo do caminho para apreciar a paisagem. Paramos na Montanha do Atlas (segunda maior montanha da África). E em outros 2 miradores ao longo da estrada.

Além disso paramos em um lugar onde se faz o óleo de Argan, o que é muito famoso por lá.

Também paramos no Ksar Ait Ben Haddou, um ponto turístico imperdível, local de um cenário lindo onde foi gravado alguns filmes como game of thrones, Indiana Jones, Gladiadores entre outros.

Tem várias lojinhas de suveniers pelas ruas, mas aconselhamos deixar pra comprar na cidade de Marrakesh, na volta. (Continue lendo, eu explico onde tem a melhor loja)

Foi aí também, nossa parada para o almoço, no O Asis. Comemos pratos típicos como Tajine e Cuscuz.

Praticamente todas as comidas vem nesses pratos todo diferenciado, então não deixem de comer as comidas típicas.

Logo depois seguimos para o Hotel Ksar Kaissar, perto da cidade de Ouarzazate. Chegando no hotel aproveitamos a área externa e a piscina, vendo um pôr do sol lindo.

Mais tarde tivemos o jantar e fomos descansar para o dia seguinte.

A viagem até o deserto é um pouco demorada, nesse primeiro dia foram umas 6 horas de viagem.

3° DIA

Tomamos o café da manhã e logo saímos em direção ao deserto.

Fizemos uma parada no mirante da cidade de Boumalne e de Tougha El Oulia. Paramos também na Gargantas de Todgha, que é um paredão enorme de pedras, muito famoso pelos escaladores.

Paramos na cidade de Melaab, onde colocamos roupas típicas e fizemos tatuagem de henna, tudo incluso no tour.

Próxima parada foi já no deserto. Finalmente pisando nas areias do Deserto do Sahara. Já demos de cara com os dromedários.

Atravessamos o deserto nos dromedários, mas se você não gosta desse tipo de turismo animal, pode ir a pé ou de 4×4.

É aproximadamente 1 hora até as cabanas.

Vimos o por do sol e fizemos sandboard.

Antes do jantar eles fizeram uma apresentação com musicas e uns instrumentos locais. Pudemos participar, dançar e tocar com eles. Eles são muito animados e hospitaleiros.

Depois do jantar, o grupo se reuniu para apreciar a noite e as estrelas. O céu estava maravilhoso, era lua nova, então deu pra ver muitas estrelas. Nosso guia, o Sayd, explicou algumas estrelas e nos mostrou algumas constelações, inclusive a do signo de escorpião e libra. Foi lindo demais.

O plano era ficar acordado a noite inteira, mas resolvemos descansar um pouco antes do nascer do sol.

4º DIA

Não deixe de acordar cedo para ver o nascer do sol, é lindo demais também. Tomamos café e logo cedo já começamos nossa volta à Marrakesh, pois a viagem ia ser longa. Saímos umas 8h.

Voltamos direto do deserto até Marrakesh, durou aproximadamente 11h a viagem, parando apenas para banheiro e almoço. A maior parte da viagem fomos dormindo rs.

Chegamos ao por do sol em Marrakesh, fomos no hotel, tomamos banho e saímos para um passeio na cidade e para jantar.

5° DIA

Esse dia foi um “dia livre” em Marrakesh. Conhecemos tudo e paramos em lojinhas de souvenirs. A melhor que encontramos foi essa da foto a seguir perto do hotel. Tinha de tudo, desde suvenir a óleos e temperos.

Em Marrakesh tem a maior mesquita que podemos entrar e a tumbas. Mas estavam fechadas nesse dia.

Dica: Para você que curte fotografar tudo, tome cuidado! Os marroquinos costumam pedir dinheiro por qualquer foto tirada e pedido de informação. Fique atento, eles não são muito compreensivos. Peça informações aos guias.

Na hora de comprar, pechinche bastante! Você vai conseguir preços muito melhores.

Nosso voo foi no final da tarde e o translado ao aeroporto era incluso no tour também.

O que vestir

A cultura é bem diferente de muitos países, como o nosso. Antes de ir tínhamos muitas dúvidas sobre as roupas que poderíamos usar. Mas não tem restrições aos turistas, você pode usar a roupa que quiser, mas é difícil ver meninas de shorts ou roupas curtas.

Levamos a maioria calças finas, larguinhas e macacões, e não passamos tanto calor quanto achávamos que ia passar.

O que não esquecer de levar

Como o clima lá é bem seco, aconselhamos a levar manteiga de cacau ou um batom para a boca, e um creme para o corpo.

Nunca fique sem uma garrafa de água.

Para quem usa lentes de contato, tente evitá-las, substituindo por óculos, ou tome cuidado com o vento, por conta da areia.

Sobre Internet

São poucos dias e em muitos lugares tem wifi, até nas cabanas do deserto (não é ótimo, mas acho que nesses dias vale a pena uma distraída de redes sociais e curtir a viagem)

Moeda Local

O dinheiro usado no Marrocos é o Dirhams (ou Dirrã), aproximadamente 1€ = 10DH.

Na cidade de Marrakesh tem várias casas de câmbios, pode deixar para trocar lá.

O tour nos levou para a troca no segundo dia, antes de sair para o deserto. Apesar de que muitos lugares aceitam dólares.

Comidas Locais

Não deixe de experimentar as comidas locais, como o Tajine, o Cuscuz e o Kebab.

Praticamente todos os dias a janta era inclusa no tour, e o almoço era nas paradas pelo caminho.

Curiosidades

Casas de Barro

Muitas casas durante o caminho eram feitas de barro, que serve para proteger do calor. O barro é trocado de 3 em 3 anos, aproximadamente, pois a chuva desgasta.

Nas cidades a média de chuva é de 3 meses ao ano, e no deserto é em média 3 vezes no ano, ou seja, bem baixa.

Hennas

Henna é uma palavra em árabe para designar o corante e também a planta de onde é extraído, a planta Lawsonia Inemis.

Era usado pelos árabes para refrescar a pele e ao passar dos anos virou uma forma artística com desenhos criativos.

A viagem aos Marrocos com certeza está na lista de melhores viagens que já fizemos. É tudo tão lindo e diferente. A noite que passamos no deserto vai ficar para sempre em minha memória. Se você tiver a oportunidade, não deixe de ir!!

Espero ter ajudado com esse post, qualquer dúvida é só nos contactar!!

Posts como esse

Mallorca, Espanha

Algarve, Portugal

Ilha de São Miguel, Açores

3 comentários em “Tudo sobre o MARROCOS

  1. Pingback: 1 dia em PORTO
  2. Pingback: Alemanha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s