ROADTRIP – RIO-SANTOS

A tradicional Rio-Santos

Resolvemos fazer a RoadTrip 2017 na tradicional Rodovia Rio-Santos!!! Confira o vídeo no Youtube e veja nosso diário do viagem logo abaixo.

Como moramos na Grande São Paulo, começamos no viagem pelo por Guarujá. Programamos nossa viagem para 15 dias, até arraial do cabo, voltando pela Dutra, com direito a uma parada, em Itatiaia, para conhecer o parque nacional.

Obs: Não me responsabilizo por
alterações de preços nos passeios.

DIA 1 – Riviera de São Lourenço

Programação: CHEGADA NO LITORAL

Saída de Mogi das Cruzes, para Bertioga, na Riviera de São Lourenço, cerca de 1 hora de viagem. Malas prontas, seguimos viagem!! Cada um levou uma mochila pequena. O carro estava lotado de comida, mala, toalha, comida, lençol, travesseiro e comida…
Primeiro dia foi curto, só fomos dar uma passadinha no mar, pois estava chovendo.
Onde ficar: ficamos em nosso apartamento. Na Riviera, há apenas algumas opções de pousadas. Vale a pena procurar em praias próximas também.

DIA 2 – Guarujá

Programação: PRAIA DE IPORANGA E PRAIA DO ÉDEN
mais: PRAIA DE ITAGUARÉ

Acordamos com o dia meio nublado, torcendo para sair um solzinho, mas a previsão era de chuva e máxima de 26 graus. Primeiro fomos na Praia de Iporanga, estava chovendo muito, mas deu para ver a cachoeira que queríamos.

PRAIA DE IPORANGA – CACHOEIRA

Dica/ Acesso: O lugar é um condomínio fechado, há número certo de carros que podem entrar, por isso, se for em alta temporada e dias de sol, chegue cedo!
Atrativos: Cachoeira;

Depois seguimos caminho, até a Praia do Éden.

PRAIA DO ÉDEN

Onde estacionar: Tem estacionamento perto R$ 15,00, porém como estava vazia, paramos na rua;
Acesso: Escadaria de pedras;
Atrativos: Praia de tombo;

Para esse dia fizemos sanduíches e comemos de almoço. Como sobrou um tempinho, fomos direção norte, até a Praia de Itaguaré. Lá tem um rio de encontro ao mar. A maré estava cheia e com correnteza, mas entramos mesmo assim. Voltamos para Riviera de São Lourenço, onde dormimos.

DIA 3 – Bertioga-Ilha Bela

Programação: BOIÇUCANGA, TOQUE-TOQUE PEQUENO E CHEGADA EM ILHA BELA

Saímos da Riviera por volta das 10h, em direção norte para Boiçucanga. Fizemos a Trilha de Boiçucanga, que leva uns 40 minutos para chegar à cachoeira.

CACHOEIRA PEDRA LISA

Onde estacionar: Há um estacionamento no começo da trilha (R$20,00 com ducha)
Como chegar: Seguindo pela Rio-Santos, na altura do km 162, após um posto de gasolina, vira a esquerda na “Estrada do cascalho” e siga nessa estradinha até chegar em uma bifurcação, próximo à uma ponte, seguindo pela esquerda até chegar ao estacionamento. Depois do estacionamento, não é mais possível seguir de carro. A estrada é sinalizada, fácil acesso.
Acesso: Siga a pé pela trilha até a cachoeira, sinalizada. Cuidado ao atravessar o rio (é preciso atravessar 2 vezes para chegar na cachoeira)
Atrativos: Cachoeira da Serpente –  Ribeirão de Itu e Cachoeira Pedra Lisa
Dica: Passe bastante repelente!

TOQUE-TOQUE PEQUENO

Segunda parada do dia foi em Toque-Toque pequeno e finalmente um solzinho apareceu!! E uma praia de tombo e tem areia grossa, muito boa! Nesse dia não almoçamos, só comemos barrinhas!

Próxima parada: Ilhabela
Como chegar: Para chegar em Ilhabela, é preciso pegar a balsa, seguindo pela Rio-Santos, até o centro de São Sebastião. É bem sinalizado. Não pegamos muita fila na balsa, demorou no máximo 20 minutos. Fomos direto pro hotel.
Hospedagem: Caravela Camping

Você pode levar sua barraca ou usar as que tem lá. De primeiro momento nós gostamos. A piscina e muito boa, aproveitamos ela e depois fomos tomar banho.
Depois do banho, fomos colocar nossa roupa de cama (obs: precisa levar sua própria). Como tinha chovido nos dias anteriores, a barraca estava um pouco molhada e por isso um cheiro ruim também, foi um dos pontos fracos desse lugar!! Na verdade, foi bem ruim pois dormimos no colchão molhado.

Dicas: Para esse camping, recomendo levar sua própria barraca, para evitar tais problemas e levar também, uma extensão de tomada!

A noite fomos no centro de Ilhabela, ver as feirinhas e jantar. Estávamos procurando restaurante bom e que não fosse caro.

Recomendações: BemDito Bistro, o restaurante nos interessou. Fica em frente ao pier (corredor), na rua do meio. Pedimos o prato do dia, adoramos a comida e o atendimento foi ótimo!!
Voltando ao camping, encontrei uma aranha na barraca, não gostei muito.

DIA 4 – Ilha Bela

Programação: PRAIA DO BONETE E TRILHA DO BONETE                        mais: ILHA DAS CABRAS

Primeira noite na barraca não foi muito boa, não dormimos direito por conta dos barulhos e do cheiro ruim. Acordamos as 6h e saímos as 6h50 para ir a Trilha do Bonete. Vale muito a pena!

PRAIA DO BONETE – Vista da Trilha

Resumindo: foram 5 horas de trilha, cada minuto compensado pela Praia do Bonete, experiência maravilhosa e merece ser visitada. Se você não é muito aventureiro, há outro meio para chegar na praia, de barco.

Na volta fomos de barco, e tivemos a oportunidade de ver as “fendas”, o cara que levou a gente de barco, foi muito gente boa.

FENDAS
Saindo de lá, aproveitamos para dar uma passada na Ilha das Cabras, um bom lugar para mergulhar. Voltamos ao camping para ir na piscina, tomar banho e se arrumar para jantar.
Restaurante: Jantamos no Cheiro Verde, que fica localizado no centro. Prato bom e barato, e vem bastante comida.
Voltando ao camping, na hora de ir dormir, 2 de nossas integrantes encontraram 2 aranhas grandes na barraca. Elas choraram e fizeram o maior escândalo, mesmo depois de matar as aranhas. Foi engraçado demais ver o desesperos delas. Elas nos convenceram a procurar outro hotel. o problema é que já eram quase meio noite e não achamos nenhum hotel com preço razoável para 5 pessoas na ilha. Procuramos hotel em Caraguatatuba, já que era nosso próximo destino.

Hospedagem: Achamos a Pousada Tropical, não estava caro e tinha café da manha incluso.

DIA 5 – Caraguatatuba

Programação: PRAIA BRAVA, PRAIA DA LAGOA AZUL E PRAIA DA COCANHA

Tomamos café na pousada, e fomos para Praia Brava.

PRAIA BRAVA

Como chegar: Para chegar, uma trilha de 600 metros em media 10 minutos, nível fácil.
Onde estacionar: O carro pode deixar antes de subir a estrada que chega no inicio da trilha, ou, as vezes, tem vaga no estacionamento, na estrada.

A praia é muito boa, pequena, com areia grossa, de tombo e não muito cheia. Estava muito sol e o mar muito agitado.

Depois fomos para Lagoa Azul, que não tem nada de azul kkkk é propaganda enganosa! Mas é um bom lugar para pegar concha. A Praia da Cocanha é o fervo, estava muito cheia! Mas tomamos água de coco. O ponto positivo é que tem bastante quiosque, varias opções!

HospedagemPousada Harmonia, gostamos muito, ótimo atendimento, aconchegante, simples, limpo, com ar condicionado e o cafe da manha é bom!

DIA 6 – Ubatuba

Programação: TRILHA DAS 7 PRAIAS

PRAIA DO CEDRO

Onde estacionar: Deixamos o carro na primeira praia, a Praia da Lagoinha. Em um condomínio.
A trilha: Fizemos uma postagem só para essa trilha! Confira aqui! Vale a pena. Ao todo foram umas 2 horas de trilha e 4 horas de passeio! De uma praia a outro é bem rapidinho.
As praias: Lagoinha, do oeste, peres, bonete, deserta, cedro, fortaleza;

O pior de tudo foi a volta. O carro estava na primeira praia e tínhamos que voltar de ônibus até a rodovia, mas o ônibus demorou mais de 1 hora. Quem tiver disposição são 4 km de subida. Da rodovia até o carro, são mais 4 km ou outro ônibus.

HospedagemAdventure Hostel, nos receberam bem e gostamos. Localização boa, próximo a um restaurantes e comercios
Restaurante: Sabor do Mar , restaurante por kilo com preço bom e comida gostosa.

DIA 7 –  Ubatuba-Paraty

Programação: PRAIA DAS CONCHAS, ILHA DAS COUVES E TRINDADE

Praia das Conchas, não se iluda, não há muito o que fazer e a maioria das conchas estão quebradas.

PRAIA DAS CONCHAS

Como chegar: A praia do Felix fica no km 33 da Rio-Santos, passa por uma guarita e entra no condomínio. Nela, há uma trilha no canto esquerdo, que leva ate a praia das Conchas.
Onde estacionar: Há estacionamento no condomínio, lembre-se da zona azul.
Acesso: Uma trilha de 15 minutos, de nível médio.

Segundo destino do dia foi a Ilha das Couves, estava chovendo, mas conseguimos aproveitar

ILHA DAS COUVES

Atrativos: Lugar ótimo para snorkel/ mergulho.
Como chegar: Há barcos saindo de Picinguaba. A viagem dura 15 minutos. E preciso marcar horário para volta com o barqueiro.

Saindo de lá, fomos em direção a Paraty, mas paramos para conhecer Trindade. Em Trindade, no caminho atá a praia do meio há vários restaurantes e lojinhas. E é nessa praia que da acesso a trilha do caixa d’aço.

PISCINA NATURAL DO CAIXA D’AÇO

Como chegar: Pela BR-101 (Rio-Santos), siga até a estrada de Trindade em Paraty e continue até o final
Estacionamento: Logo no final da estrada tem vários estacionamento.
Acesso: A trilha começa no final da praia do meio, uns 15 minutos de caminhada pela praia ate o começo da trilha e mais 15 minutos de trilha.
Atrativos: Piscina Natural do caixa d’aco
Restaurante: Há várias opções, todos são bem simples. Paramos em um de comida caseira, chamado A Cabana, nos atenderam muito bem e são simpáticos. A comida era muito boa. (Fica bem no final da estrada)

Chegando em Paraty, fomos direto ao hostel que nos hospedamos, o Jabaquara Hostel.

HospedagemJabaquara Hostel

DIA 8 –  Ilha Grande

Programação: Chegada até ILHA GRANDE

Para chegar: Só é possível ir de barco para Ilha Grande, não é permitido carros. Tem várias opções de viagens e vários lugares de saída, é fácil de achar.

Nos fomos de barca, saindo de Angra dos Reis. É a opção mais econômica mas a mais lenta.  É só uma por dia e a viagem dura 1 hora e 30 minutos mais ou menos. Saída as 15:30. A passagem custa R$ 15,00. Tem barcos que chegam a cobrar R$ 100,00 porém tem vários horários de saída e chegam em 30 minutos. Importante lembrar que a barca só faz o trajeto para a Vila do Abrãao; então, se você vai ficar em outra parte da ilha, não pegue a barca. Para mais informações, clique aqui.

Estacionamento: Em frente ao cais de onde a barca sai, há um estacionamento coberto, deixamos por lá mesmo.
Recomendações: Organize seus horários para conseguir ir de barca, sai bem mais em conta!

Chegando em Ilha Grande fomos direto a pousada, para deixar as malas, e de cara gostamos! Era um quarto de 2 andares, uma cama de casal em cima e 3 camas de solteiro em baixo. Bem aconchegante.

HospedagemCachoeira Pousada!! Ótima hospedagem. Ela fica na Vila do Abraão, onde tem todos os bares e restaurantes, é a parte da ilha que tem mais opções de hospedagem e comércios.

DIA 9 –  Ilha Grande

Programação: Passeio de barco pela ilha: CATAGUASES, ILHA DAS BOTINAS, PRAIA DO DENTISTA, LAGOA VERDE E LAGOA AZUL

O passeio de barco fizemos com uma agencia que fica na vila do Abraão. Lá é cheio de agencias, logo que chegamos na ilha já vieram falar com a gente. Fizemos um passeio que incluía a lagoa azul e outras ilhas de Angra dos Reis. Fomos nos 4 mais um grupo de meninas.
Preço: 120 reais por pessoa
CATAGUASES
1 parada: Praia de Cataguases, um pouco lotada, por ser mais perto do litoral do continente. Água bem clara! Acesso:Barco
2 parada: Ilha das Botinas, logo que descemos do barco para mergulhar, vimos um cardume. Foi um dos lugares mais legais de mergulhar, durante toda a viagem. É cheio de corais, vimos mini-raia, estrela do mar e um peixe bem diferente que parecia ter asas.
ILHA DAS BOTINAS
3 parada: Praia do Dentista, sossegada para descansar. La tem um coqueiro deitado, bem legal para tirar fotos!

4 parada: Lagoa Verde, chega a 6 metros de profundidade. Água quentinha. Ficamos um bom tempo la e começou a chuviscar um pouco.

5 parada: Lagoa Azul, boa para mergulho também, água clara e quente.

DIA 10 –  Mangaratiba

Programação: Chegada em Mangaratiba

Chegando em Mangaratiba tivemos um imprevisto pessoal, e resolvemos abandonar a viagem!

Mas segue o roteiro que pretendíamos fazer:

DIA 11 –  Rio de Janeiro

Programação: Pedra do telegrafo, Ipanema e Copacabana.

DIA 12 –  Arraial do Cabo

Programação: Pontal do Atalaia

DIA 13 –  Búzios e Itatiaia

DIA 14 –  Itatiaia

Programação: Parque Nacional de Itatiaia
Espero que tenham gostado! Obrigada!
@_bruna_rezende
9 cidades,
19 praias,
ilhas e cachoeiras,
mais de 15 horas de trilhas
e mais de 1.000 km rodados!!

2 comentários em “ROADTRIP – RIO-SANTOS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s