Caraíva, BAHIA

Caraíva, meu amor! Caraíva é um vila no sul da Bahia super aconchegante, bem rústica, que ficou bem famosa nos últimos tempos, atraindo muitos turistas para região. Vou contar nesse post tudo o que você precisa saber antes de ir, só continuar lendo.

COMO CHEGAR

Primeira coisa que voce precisa saber é que não entram carros em Caraíva. Para chegar você precisa atravessar um rio, o Rio Caraíva, de canoa. A travessia custa R$ 7,50 por pessoa.

De avião

O aeroporto mais próximo é o de Porto Seguro, distante 2 horas. De lá, você pode seguir de ônibus ou transfer privativo. Vimos o preço que os taxistas cobravam de Caraíva até o aeroporto, era R$ 400.

De carro

Se você está passando pela região, você pode dirigir até Nova Caraíva e estacionar o carro para atravessar o rio. Os estacionamentos costumam cobrar 15 a 20 reais por dia. Se você esta pensando em alugar um carro no aeroporto só para vir a Caraíva, acho que não vai valer a pena, uma vez que você vai pagar as diárias do carro para deixá-lo estacionado enquanto curte Caraíva. A estrada que leva a Caraíva é a BA-283.

Canoa

EM CARAÍVA

A vila bem pequena, aconchegante e receptiva, tem sua própria vibe com uma grande interação de pessoas e a natureza, além de ruas de areias. Para se locomover por lá é somente a pé ou de charrete (R$ 35). As princpais áreas é a rua da beira do rio, a praia e a rua que fica bem no centro.

A praia é mais movimentada na parte da manhã. Na ponta esquerda, você vai ver o local em que o rio encontra o mar. Lá você encontra cadeiras e guarda-sol de um quioque a beira da praia para aproveitar o dia, com consumação mínima de R$ 150. Mais pro meio da praia, a consumação mínima média é de R$ 300 a mesa.

A rua que fica bem no meio de Caraíva tem várias pousadas e um restaurante bem bom, o Culinária Central. Quando chegamos na vila, umas 14h00, era um dos únicos abertos. Precisa ficar atenta aos horários. Nessa mesma rua ficava a nossa pousada: Corais do Sul, falaremos dela mais pra frente.

A rua da beira do rio é bem movimentada na parte da tarde. É desse lado que o sol se põe, então, dá pra aproveitar o fim de tarde tomando um drink em algum barzinho/restaurante. Recomendamos o +Brasil, e a bebida de cacau com gin. Olhando pro rio, a direita, bem no final da rua, tem o único boteco da vila, o boteco Pará. Infelizmente, estava fechado no dia que estávamos lá e estaria fechado nos próximos dois dias seguintes, mas dizem que é muito bom para comer o pastel de arraia.

A pousada

Caraíva é cheia de pousadas muito lindas, pelo menos por fora rs. A que escolhemos foi a Corais do Sul e adoramos. Foi uma escolha muito boa. Tinha uma rede no quarto que deu pra descansar bem. O café da manhã era incluso, com muita variedade de frutas, salgados e doces.

Outros passeios em Caraíva

Como ficamos pouco tempo, preferimos conhecer os pontos mais famosos e clássicos de Caraíva. Mas outros passeios bem interessantes é o passeio de buggy, de barco e a ida a aldeia indígena. A 6 km ao sul de Caraíva, fica a aldeia Barra Velha, onde vivem aproximadamente 500 famílias Pataxós.

Quando ir

No inverno, os dias são um pouco mais curtos, umas 17h – 18h já começa a escurecer, e as noites, fresquinhas. O verão é bem caloroso. Em feriados a vila fica bem movimentanda com muitos turistas. Em julho, o movimento é mediano. Para conhecer tudo por lá o ideal é ficar de 3 a 4 dias.

Esperamos que vocês tenham gostado!! Fiquem ligados nos próximos posts e siga a gente no Instagram @aventurasrezende

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s