CACHOEIRA DO BURACÃO, Chapada Diamantina

Não há como negar que a cachoeira do buracão é uma das mais procuradas na Chapada Diamantina. Fomos conhecer e entendemos o motivo: É surreal, não tem como colocar em palavras, só conhecendo pessoalmente para entender a beleza desse lugar. Continue lendo para descobrir tudo o que você precisa saber antes de conhecer!

Sobre a trilha:

  • Distância: 6km (ida e volta)
  • 85 metros de queda d`água

A trilha fica localizada no Parque Natural Municipal do Espalhado. É bem mais estruturado e organizado que o Parque Nacional (tem escadas, cordas, fiscalização). A entrada no parque custa R$ 15,00. Além disso, é obrigatório o acompanhamento de um guia credenciado (como encontrar e os valores estão mais abaixo nesse post). Na trilha, além de conhecer a cachoeira do Buracão, você vai conhecer outras três: a Buracãozinho, a das Orquídeas e a do Recanto Verde, a qual a água cai nas pedra e não vemos o rio correr.

Chegando no Parque, são uns 10 min de carro até o começo da trilha. Logo nos 15 primeiros minutos de trilha você vai encontrar um rio e entender o nome do Parque. Este rio é formado por três outros rios, que vão dar origem a cachoeira do buracão, são eles: Riachao das Pedras (o rio da fumacinha), Jibóia e Mucugezinho, que são afluentes do Rio Paraguaçu. Pela trilha, você vai se encantar com as paisagens, são vários pontos de paradas. Além disso, o parque fica localizado bem na transição de biomas: Mata Atlântica, Caatinga e Cerrado

O último ponto antes do espetáculo é o Poço das Ganilheiras, onde deixamos as bolsas e mochila para colocar o colete salva-vidas (que é obrigatório) e se preparar para a melhor sensação: entrar na água, seguir os cânions e ter a vista para o Buracão. O melhor jeito de aproveitar o passeio é ir pela água no corredor dos cânions, mas, outra opção para não se molhar, é ir pelas paredes. A água é intensamente escura e espumosa, por conta dos resíduos orgânicos da mata.

Como você pode ver na foto, a vista é mágica e surreal. Fomos as primeiras a chegar naquele dia, ficamos um bom tempo com a cachoeira só para gente. A dica é: vá cedo. Começamos a trilha umas 9h da manhã, ela costuma a ficar bem cheia umas 11h. Aproveitamos bastante, entramos embaixo da cachoeira, boiamos, tiramos muitas fotos…

A água é bem gelada, então, levem toalha para se secar depois e não ficar com frio. O sol bate apenas em um cantinho de manhã. Depois de sair da água, a trilha continua até o topo do Buracão, de onde se tem visão espetacular para a queda d’água de 85 metros.

Como encontrar um guia e valores:

Nós fomos com o guia José . Adoramos o nosso guia e o recomendamos! A Associação dos Condutores de Visitantes de Ibicoara (ACVIB), também reúne os guias qualificados para fazer os passeios. Os valores sao tabelados entre os guias, VALOR AQUI

Onde ficar:

Nós ficamos em Ibicoara, a cidade mais perto da cachoeira. Ficamos em um camping afastado da cidade mas mais próximo do início da trilha, há uns 20 miutos de distância, o Camping Portal das Cachoeiras. Achamos lá bem legal, pois tem café da manhã incluso. E mesmo para quem não se hospedar, lá tem restaurante, muitos param depois das trilhas.

2 comentários em “CACHOEIRA DO BURACÃO, Chapada Diamantina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s